PESQUISE

VIDEO

Loading...

TAMO JUNTO

sexta-feira, 27 de junho de 2008

FÉRIAS

Estou entrando no período de férias.
Então, ficarei sem escrever aqui por uns dias. Talvez eu entre e coloque uma ou outra coisinha pequena, só para movimentar a página.
Boas férias para todos.


Tiago Maciel

quinta-feira, 19 de junho de 2008

EI...... DUNGA.... VAI TOMA NO C..........


Olá queridos amigos e amantes do futiba!
Pois é, a Seleção não está nada bem das pernas, e das chuteiras também. Ontem com um empate diante da Argentina em pleno Mineirão, a torcida perdeu a paciência e mandou o mais ilustre personagem dos 7 Anões para lugares não muito agradáveis, rsrsrs.
Hoje pela manhã o telejornal mostrou alguns dos refrões que a torcida gritou para ele. "Burro, burro, burro....". "Adeus Dunga, adeus Dungaaa....", mas o que a TV não mostrou foi que o grito mais expressivo era " Ei, Dunga, vai toma no cú!".
Pois é galera, o capitão do Tetra ficou em situação delicada, até mesmo os jogadores acharam estranho o comportamento da torcida. Vaiaram a Canarinho e aplaudiram Messi.

Na coletiva o técnico tentou se explicar, mas para certos fatos não existem argumentos.
O lance todo, ao meu ver, foi que colocaram o Dunga como tampão para depois acharem um técnico realmente de gabarito para o cargo. Acontece que com o bom resultado na Copa América ele ganhou prestígio e continuou.
Mas o Dunga realmente é treinador? Ele já treinou algum time? Muito bem, se ele tivesse trabalhado em alguns clubes, trazido resultados, fosse auxiliar de alguém na Seleção, ai sim poderia ser uma boa. Agora colocar uma pessoa pelo seu carisma e conquistas como jogador somente, não dá.
Dunga é o nosso eterno capitão, o libero quebrador e guerreiro da Amarelinha, mas infelizmente como técnico não é assim tão fácil. Acredito que daqui alguns anos, se ele seguir na carreira, talvez ele tenha gabarito para liderar com competência o símbolo de orgulho do esporte nacional, a Seleção Brasileira de Futebol.
E nunca podemos descartar que a entrada dele na CBF foi também um esquema estritamente comercial, sabe como é, os cartolas e empresários deitam e rolam no mercado da bola. Uma pessoa como Dunga é o que eles querem, para poderem valorizar seus jogadores. Lembram das convocações?


Tiago Maciel

terça-feira, 17 de junho de 2008

FRIACA

Nessa semana o Sul e Sudeste do Brasil vão ficar num frio danado!
Tá certo que a Argentina importa mais frente fria que outra coisa para nós, mas o que temos que fazer é enchermos os corpos de casacos e blusas, para aguentar a bronca.
E vem chuvas por ai também, isso é que ferra, frio com chuva castiga qualquer um.
Mas vamos lá, a gente já aguentou tanta coisa aqui que um friozinho não vai desanimar tanto.

Tiago Maciel

quinta-feira, 12 de junho de 2008

COPA DO BRASIL-IL-IL-IL

Ontem o Sport se consagrou campeão da Copa do Brasil-il-il de 2008.
E o Coriiiiiiiiiiiinthians? Além de andar em campo, levou 2 gols e caiu. O time já tinha se entregado na segunda metade do segundo tempo no Morumbi, em Sampa, então sofreu um gol que foi fundamental para a reação do time pernambucano em Recife no jogo da volta.
É claro que teve um pênalti no Acosta Molusco, mas mesmo assim o time não estava bem e acabou sendo derrotado.
Mais uma vez o Timão levou vareio em uma final. Para a alegria de palmeirenses, são-paulinos, santistas e afins.
Isso é bom para aprender a respeitar os times de menor expressão. Acharam que já tinham ganhado e fizeram média.
Só resta ao clube do Parque São Jorge lutar para voltar à série A. PQP!

Não paraaaaa, não para, não paraaaaaaaaaa!
Não paraaaaa, não para, não paraaaaaaaaaa!
Não paraaaaa, não para, não paraaaaaaaaaa!
Não paraaaaa.......................
PAROU!

Mas tudo bem, como dizem os apaixonados pelo clube: "O importante não é ganhar, o importante é ser corintiano!".

Ok, valeu!

Tiago Maciel

segunda-feira, 9 de junho de 2008

POLÍTICA

A política no Brasil é um fato mais que marcante na vida do povo.
Como podemos viver com esse mar de lama e corrupção em que o país se encontra?
Lendo os jornais todos os dias, e eu leio os dois de maior expressão aqui de S.P., vejo notícias sobre planos de impostos, CPMF, CSS, PAC e novos programas de reformas. Mas penso que muitas dessas divulgações não são profundas, o que faz com que a população, que é a parte mais importante, saiba das informações por cima.
Nos tablóides, telejornais e rádios, informações sobre corrupção com os esquemas do BNDES, cartões corporativos, fraude das CNHs, compra da VarigLog, consórcio do Metrô, superfaturamento de obras públicas, entre tantos outros crimes.
Fraudes, corrupção, violência, roubo, crimes e nós praticamente de braços atados.
Tudo acaba na famosa pizza, e a população ai, largada ao vento, sem dinheiro e recursos. Não podemos e as vezes nem queremos mudar isso.
Eu acredito que político corrupto deveria ser banido para sempre da vida política, mas infelizmente isso é pura utopia.
Enquanto isso, estamos ai, sendo bombardeados pela mídia com seu programas de conteúdo vago e propagandas consumistas.
Queria que um dia isso mudasse.


Tiago Maciel

quinta-feira, 5 de junho de 2008

RODADA DE QUARTA-FEIRA DIA 04/06/08 (Futiba)

Olá meus amigos e amantes do futebol!
Ontem a rodada foi de pura emoção. Parabéns ao Fluminense que chegou humilde e agora está na final da Copa Libertadores. O tricolor das laranjeiras bateu o poderoso Boca Juniors por 3 a 1, e agora pega a LDU para disputar as finais.
Eu pensei que o Fluminense se classificaria com um empate, mas depois do gol sofrido a equipe cresceu e conseguiu virar. Meu destaque é o conjunto e a força de vontade do time.
E o Boca? Agora está só meia-boca. Quem diria! Depois de 40 anos eliminando os times brasileiros, caiu no Maraca.



E o Coriiiiiiiiiiiiiinthians? O Timão mandou bem e ganhou o primeiro jogo da final da Copa do Brasil-il-il-il por 3 a 1 no Morumbi. Com os gols de Dentinho (Bob Esponja), Acosta (Lula Molusco) e Herrera, que não erra na pontaria, o alvinegro mosqueteiro deu um grande passo para a conquista do título. Tem gente que já está gritando "Trimão... eooooh"!
O ponto negativo é que no final do jogo o time levou um gol do Sport, mas ainda leva a vantagem de poder perder por um gol de diferença no jogo de volta em Recife.




E essa semana teve gente pagando promessa antiga por ai! Rsrsrsrs!
Na faculdade onde estudo, o pessoal andou apostando, e se ferrando, por causa da Libertadores.
Nessa dança quem pagou caro foi o são-paulino, bancário, amante do dinheiro e enrolador de seminários Marcello.
A história foi a seguinte:
Se o São Paulo fosse eliminado, ele vestiria a camisa de um time rival e bateria no peito. Ainda bem que não precisou cantar o hino do clube, pois de hino ele não entende muito. A última vez que ele se aventurou em cantar foi com o Hino da Bandeira, e saiu o seguinte refrão: "Salve o grande peidão da esperança..........Salve o símbolo robusto da paz....", mas isso é outra história.
O que importa é a aposta, paga com atraso, porq
ue o rapaz que ficou encarregado de levar a camisa só conseguiu aparecer na faculdade ontem.
O resultado está ai! Rsrsrsrsrs!






Obrigado!


Tiago Maciel

quarta-feira, 4 de junho de 2008

PROGRAMA TRIBOS


Sábado dia 07 de junho estarei fazendo uma matéria com o pessoal do programa Tribos sobre modificação corporal.
Depois eu aviso quando será passado o programa.

Abraços!


Tiago Maciel

terça-feira, 3 de junho de 2008

CALIBRE12

Olá amigos!
Hoje eu estou afim de falar um pouco, ou melhor escrever, sobre minha ex-banda o Calibre12.
Sim pessoal, eu toquei nessa que é uma das maiores bandas de HardCore de São Paulo e do Brasil. Falo isso com propriedade, porque depois de tantos anos na estrada a gente começa a perceber como as coisas funcionam e como o público também age diante dos fatos.
Minha trajetória com a banda durou apenas 10 anos, eu gostaria que fosse mais, mas por causa das nossas coisas da vida, temos que tocar adiante, eu penso que para cada escolha sempre tem uma renúncia.
Eu acabei entrando na banda meio que de para-quedas, na época eu já trabalhava com música no esquema de aulas e tocava em um outro grupo chamado Hard Core Por Ódio, em que os amigos em comum eram do Calibre.
Certa vez meu amigo Téo perguntou se haveria problema em tocar com os caras para cobrir uma data já agendada, porque a banda estava sem guitarrista. Eu respondi que tudo bem, o pessoal era gente boa e eu sempre gostei do som. O maior problema no Calibre sempre foi o entra e sai de músicos, principalmente no início de sua formação, ao todo foram mais de 20 guitarristas e uns 4 ou 5 bateras, rsrsrs.
Certo dia então o vocalista Navau me ligou e disse que precisava de uma ajudinha para fazer um show em Campinas, me perguntou se eu iria com eles tocar. Aceitei e marquei com ele de pegar uma fita k7, isso mesmo fita, com algumas músicas para ouvir o som. O local seria o antigo Bar-do-Meio no bairro de Pinheiros.
Esse reduto foi por algum tempo um point de punks e undergrounds aqui da região do centro e zonas oeste e sul da cidade.
Peguei a fita, fui para casa e fiquei trancado no quarto tocando até tirar perfeitamente todos os sons.
No dia do ensaio passamos as músicas e o som fluiu muito bem, inclusive as passagens com solos onde os outros guitarristas não conseguiam fazer igual as gravações, foi tudo de primeira sem maiores problemas. Nesse dia eu tive também a oportunidade de conhecer melhor os outros integrantes.
Após o show de Campinas perdi um pouco do contado com a galera, mas a amizade e a simpatia ficaram.
Dias passados meu amigo Téo, novamente ele, passou em casa e disse que estava indo para o estúdio ver as gravações do primeiro disco do Calibre, no caso o álbum Víctimas da Podridão, isso mesmo, Víctimas com "c" como forma de rebeldia.
Chegando no estúdio o pessoal estava em um impasse danado, pois o cara que ia levar a guitarra e gravar algumas bases não tinha ido, mais uma vez o problema com guitarrista, então me prontifiquei em ajudar, fomos em casa e eu peguei meu equipo, assim poderíamos terminar as gravações.
Ao voltar me deparei com uma surpresa: os caras queriam que eu gravasse algumas coisas, porque eu já tinha tocado com eles e sabia as bases melhor que o Ricardo, que era baixista mas iria gravar as guitas também.
Desde então fiquei cada vez mais ligado e envolvido com a banda. Participei até o processo final das gravações e semanas depois fui convidado oficialmente para integrar o grupo.
Foram muitos shows e roubadas também, a maioria roubada mesmo, mas tudo bem, isso infelizmente faz parte. No mais importante é que construímos um ciclo de amizade e trabalho nunca visto antes em nenhuma banda do estilo.
No Calibre12 eu gravei além do Víctimas os álbuns Resistiremos Até o Fim, Ao Vivo no Hangar 110 e Underground, fora uma série de coletâneas, tributos e participações especiais.
Declaro que saí porque tive que seguir meu caminho e minhas coisas, nesse ponto a banda já não fazia mais parte dos meus planos, mas fica para a posteridade a memória de uma pessoa que apesar de todos os erros vestiu a camisa e foi à luta.

Tiago Maciel